A disfunção erétil. Reprodução assistida: Institut Marquès.

 


É o mesmo disfunção eréctil que a impotência?


Sim, é o mesmo, mas os profissionais de saúde preferem o termo Disfunção Erétil, pois define de uma forma mais clara a natureza da alteração que o termo impotência empregado anteriormente, devido a que este último pode ser entendido como fraqueza ou você pode ter uma conotação mais negativa para muita gente.



O que é disfunção erétil?


A Disfunção Erétil é a incapacidade persistente de conseguir ou manter uma ereção suficiente para permitir uma relação sexual satisfatória. Ao falar de Disfunção Erétil, não nos referimos à falta de apetite sexual, ou a falta de prazer ou orgasmo na relação. Também não são sinônimos de Disfunção Erétil, a ejaculação muito rápida ou retardada, nem curvatura no pénis quando está em ereção. Trata-Se apenas de um transtorno exclusivo da rigidez do pênis. A Disfunção Erétil não deve, em nenhum caso, o excesso de atividade sexual ou a masturbação no passado, e não existe nenhuma relação com a esterilidade.


O que é a disfunção eréctil uma doença?


A Organização Mundial da Saúde (OMS) define a Disfunção Eréctil como uma doença de classe III, pertencente ao mesmo grupo da artrite reumatóide. Tendo a mesma classificação de gravidade e a deficiência de que uma fratura de rádio, a infertilidade, a artrite reumatóide ou a angina de peito.


É uma doença freqüente?


A maioria dos homens podem sofrer em alguma ocasião isolada dificuldades para conseguir a ereção, mas cerca de um milhão e meio de homens na Espanha, entre 25 e 70 anos apresentam um transtorno permanente ou crônica da ereção. É, portanto, uma doença muito comum, que afeta mais de 100 milhões de homens em todo o mundo e mais de um milhão e meio no Brasil, mas estima-se que apenas 10% dos homens afetados consultam alguma vez o médico sobre sua doença.


Por que é tão baixa a percentagem de consultas?


Você pode encontrar diversas razões para explicar, como a suposição de que a Disfunção Erétil é uma consequência inevitável da idade, ou de que não há tratamento eficaz e confortável, ao lado da tendência em não aceitá-lo por falta de masculinidade que parece envolver e a dificuldade que implica tratar de temas tão íntimos como a vida sexual com um médico.


A disfunção erétil pode influenciar a qualidade de vida do paciente?


Efetivamente. A Disfunção Erétil afeta negativamente a qualidade de vida de todos os homens que a têm. Um estudo demonstrou que existe uma correlação entre a prevalência desta doença e deterioração de diferentes parcelas da vida pessoal e familiar dos homens que a têm. Os pacientes com Disfunção Erétil venha minada a sua auto-estima, cria insegurança, ansiedade e, muitas vezes, são rejeitados por seu parceiro.


É possível ter disfunção erétil com uma determinada casal e não com outras?


Sim. Às vezes a Disfunção Erétil pode-se apresentar apenas com uma determinada casal. É o caso de Disfunção erétil tipo psicógeno e situacional. Geralmente o paciente preocupa-se ‘ficar bem’ com uma determinada parceira e isso gera uma reação de ansiedade perante o momento da relação sexual. A resposta erétil é correta em outras situações, mas não ao enfrentar a relação com o parceiro.


Quais são as causas da Disfunção Erétil?


Basicamente, as causas que podem causar Disfunção Erétil, as dividimos em orgânicas e psicológicas: Dentro das primeiras vasculares, neurológicas, endocrinológica e por medicamentos, são as mais frequentes.


O que influência têm os fatores psicológicos?


Estima-Se que 30% de Disfunção Erétil de origem psicológica. Os fatores psicológicos que podem afetar a ereção são muito variados. Há situações iniciais que podem facilitar o seu aparecimento, a médio ou longo prazo: uma educação moral ou religiosa restritiva, inadequada informação sexual, experiências sexuais traumáticas ou relações deterioradas entre os pais, entre outras. Outras situações de mudança podem condicionar a sua aparição a curto prazo: Disfunção Erétil prévia, problemas na relação de casal, erros esporádicos de ereção, infidelidade, depressão, ansiedade, stress, problemas de esterilidade, a mudança na resposta sexual, como consequência da idade. Muitos destes fatores acabam se tornando mantenedores da Disfunção Erétil, de forma que muitas Disfunções Erécteis orgânicas acabam tendo um componente psicológico com o tempo.


Como podem afetar as doenças vasculares a ereção?


Quando as artérias que trazem o sangue para o pênis estão doentes, o sangue que chega ao pénis é insuficiente e a ereção alcança pouca rigidez. Na vida cotidiana, há uma série de fatores que denominamos de risco vascular, já que favorecem a deterioração das artérias. Os mais conhecidos são de um nível elevado de colesterol no sangue, a diabetes, o tabagismo, a hipertensão arterial e os traumatismos na região pélvica, que fazem com que as artérias se tornem rígidas e diminuam de calibre, tornando-se arterioscleróticas. Também o envelhecimento das pessoas, e, portanto, os tecidos contribui para que as artérias perdem elasticidade. Com menos freqüência, a falha principal da ereção é a incapacidade para armazenar sangue no pênis, como consequência de uma falha de enchimento crônica, que faz com que o tecido do pênis não se oxigene adequadamente e acabar se deteriorando.


Como podem as doenças neurológicas produzir disfunção erétil?


Às vezes o sistema nervoso é afetado por alguma doença neurológica ou trauma, o que faz com que não se transmite o impulso nervoso que desencadeia a ereção, tais como a esclerose múltipla, lesão de coluna vertebral ou craniano e fratura de pélvis. Outras vezes, os nervos que têm que conduzir o impulso nervoso gerado no cérebro funcionam mal, como pode ocorrer em doenças como a diabetes ou o alcoolismo, ou como consequência de intervenções cirúrgicas na área pélvica devido a câncer de próstata, bexiga ou reto.


Quais são as alterações hormonais podem causar disfunção erétil?


Embora o papel dos andrógenos, que é como genericamente se denomina às hormonas sexuais masculinas, a ereção não está bem determinado, sabemos que os indivíduos com défice da função gonadal (a encarregada de produzir esses hormônios) costumam apresentar Disfunção Erétil. Esta deficiência é chamado de hipogonadismo e pode ter sua origem em áreas do cérebro responsáveis pelo controle da produção destes hormônios (hipotálamo e hipófise) ou no testículo, já que é lá onde se produz a testosterona, o hormônio masculino por excelência. Outra hormona envolvida na produção de Disfunção Erétil, é a prolactina, uma hormona produzida em determinadas áreas cerebrais e cujo excesso pode ser causa de Disfunção Erétil. Esta produção excessiva pode ser devido a várias causas, entre elas os tumores que afetam a hipófise (área onde ocorre em condições normais), insuficiência renal ou uso inadequado de determinados medicamentos. Também os hormônios produzidos pela glândula tireóide, tanto por excesso de produção, como por defeito, podem ser causa de Disfunção Erétil.


É verdade que a Diabetes pode ser causa de disfunção erétil?


Sim. Entre 30 a 50% dos pacientes diabéticos mal controlados são afetados por problemas na ereção. O fator mais importante, juntamente com a duração da doença, é a falta de um controle adequado, já que, nestes casos, aparecem alterações nos vasos sanguíneos e nos nervos, que são os principais elementos diretores do mecanismo da ereção.


Vocês podem produzir os medicamentos de disfunção erétil?


Sim. Alguns medicamentos podem causar Disfunção Erétil como efeito adverso: medicamentos para o tratamento da hipertensão arterial, hipercolesterolemia, diabetes, depressão, úlcera de estômago, insônia, e alguns tipos de medicamentos usados para tratar o cancro, assim como o uso de drogas que causam dependência.


Existe relação entre o consumo de álcool ou de drogas e a disfunção erétil?


O consumo abusivo de álcool provoca distúrbios nos mecanismos de ereção, produzindo Disfunção Erétil transitória, em muitos casos. Certas drogas podem afetar os mecanismos vasculares envolvidos na ereção. Muitas drogas afetam não somente a função erétil, mas também ao desejo sexual.


Existe associação entre o hábito de fumar e a disfunção erétil?


Sim. Tem-Se observado um aumento no número de casos de Disfunção Erétil na população fumante. A nicotina produz diminuição do tamanho dos vasos sanguíneos, por isso, o tabaco é considerado um factor de risco vascular. Além disso, atua reforçando outras causas (hipertensão arterial, aterosclerose, diabetes.)

As pílulas para o aumento de pênis se tornam o método mais demandado

A tendência atual coloca as pílulas para aumento do pênis (como o método mais procurado do mercado da saúde sexual. Hoje em dia, e graças ao avanço da medicina natural, os comprimidos da ampliação do pênis, tornaram-se o método alternativo à cirurgia.


 



  • Segundo um estudo do Instituto de Psiquiatria apenas 55% dos homens estão satisfeitos com as medidas de seu pau

  • Os espanhóis situam-se no 3º lugar a nível mundial de aumento de pênis

  • As pílulas naturais de aumento de pênis, em alta hoje em dia

A tendência atual coloca as pílulas para aumento do pênis (como o método mais procurado do mercado da saúde sexual. A cirurgia estética tem sido sempre o método de cabeça para o alongamento do pênis, com 15.000 operações registadas em 2013, segundo o relatório da Sociedade Internacional de Cirurgia plástica (ISAPS). Mas os dados variam, hoje em dia, e graças ao avanço da medicina natural, os comprimidos da ampliação do pênis, tornaram-se o método alternativo à cirurgia.


Além disso, de acordo com os estudos do ISAPS, os alemães são os mais preocupados com o tamanho de seus pênis e os que mais dinheiro se deixam em tratamentos, seguidos dos venezuelanos e espanhóis. A proliferação de ofertas de este tipo de produto está em alta na Internet, comprimidos que prometem um aumento do tamanho do pênis milagroso e muito rápido, por essa razão, há que ser completos e meticulosos na hora de escolher algum desses produtos.


Como escolher pastilhas confiáveis e eficazes?


Na hora de comprar este tipo de comprimidos é obrigatório informar-se sobre a confiabilidade do produto, já que é difícil encontrar uma marca competente que, com base em procedimentos científicos, testados e garantidos na hora de vender o seu produto.


Convidamos-vos a conhecer SizeGain Plus, um suplemento alimentar para o aumento do penis de maneira totalmente natural e segura. Cumpre com todos os registros e certificados exigidos pela União Europeia, com o que o converte em um produto confiável e recomendado. Funciona como vasodilatador nos corpos cavernosos do pênis, fazendo com que se ensanchen e que circule melhor sangue por eles, conseguindo em poucos meses um aumento considerável do pau, um reforço da função reprodutiva e maior potência nas ereções.


Size gain Plus tem sido uma líder em vendas, pela sua qualidade e eficiência. Os clientes confiam no produto e ficaram satisfeitos com os resultados, por isso escolhem SizeGain Plus na hora de aumentar seu pênis de forma segura e natural. Em temas tão delicados, ajudamo-lo a informar-se e decidir por bons produtos de qualidade.


Ingredientes totalmente naturais


Size gain Plus é elaborado a partir de ingredientes totalmente naturais, tais como Panx Ginseng, Ginkgo Biloba, Serenoa Repens e Pimenta-do-reino e Arginina, elementos que agem diretamente sobre o pênis, aumentando o fluxo sanguíneo e desenvolvendo a cavidade dos corpos cavernosos. Graças à pimenta-do-reino, a absorção de seus componentes é mais eficaz, acelerando os efeitos vasodilatadores, e podendo-se notar um aumento do tamanho do pênis para as 3 semanas de ingestão contínua dos comprimidos. Seus ingredientes naturais que não têm efeitos colaterais e não são prejudiciais para a saúde, ao contrário, atuam como complemento alimentar, fornecendo elementos benéficos e necessários para o organismo.


 


 

As pílulas para o aumento de pénis se tornam o método mais demandado

A tendência atual coloca as pílulas para aumento do pénis (como o método mais procurado do mercado da saúde sexual. Hoje em dia, e graças ao avanço da medicina natural, os comprimidos da ampliação do pénis, tornaram-se o método alternativo à cirurgia.


 



  • Segundo um estudo do Instituto de Psiquiatria apenas 55% dos homens estão satisfeitos com as medidas de seu pau

  • Os espanhóis situam-se no 3º lugar a nível mundial de aumento de pénis

  • As pílulas naturais de aumento de pénis, em alta hoje em dia

A tendência atual coloca as pílulas para aumento do pénis (como o método mais procurado do mercado da saúde sexual. A cirurgia estética tem sido sempre o método de cabeça para o alongamento do pénis, com 15.000 operações registadas em 2013, segundo o relatório da Sociedade Internacional de Cirurgia plástica (ISAPS). Mas os dados variam, hoje em dia, e graças ao avanço da medicina natural, os comprimidos da ampliação do pénis, tornaram-se o método alternativo à cirurgia.


Além disso, de acordo com os estudos do ISAPS, os alemães são os mais preocupados com o tamanho de seus pênis e os que mais dinheiro se deixam em tratamentos, seguidos dos venezuelanos e espanhóis. A proliferação de ofertas de este tipo de produto está em alta na Internet, comprimidos que prometem um aumento do tamanho do pênis milagroso e muito rápido, por essa razão, há que ser completos e meticulosos na hora de escolher algum desses produtos.


Como escolher pastilhas confiáveis e eficazes?


Na hora de comprar este tipo de comprimidos é obrigatório informar-se sobre a confiabilidade do produto, já que é difícil encontrar uma marca competente que, com base em procedimentos científicos, testados e garantidos na hora de vender o seu produto.


Convidamos-vos a conhecer SizeGain Plus, um suplemento alimentar para o aumento do penis de maneira totalmente natural e segura. Cumpre com todos os registros e certificados exigidos pela União Europeia, com o que o converte em um produto confiável e recomendado. Funciona como vasodilatador nos corpos cavernosos do pênis, fazendo com que se ensanchen e que circule melhor sangue por eles, conseguindo em poucos meses um aumento considerável do pau, um reforço da função reprodutiva e maior potência nas ereções.


Size gain Plus tem sido uma líder em vendas, pela sua qualidade e eficiência. Os clientes confiam no produto e ficaram satisfeitos com os resultados, por isso escolhem SizeGain Plus na hora de aumentar seu pênis de forma segura e natural. Em temas tão delicados, ajudamo-lo a informar-se e decidir por bons produtos de qualidade.


Ingredientes totalmente naturais


Size gain Plus é elaborado a partir de ingredientes totalmente naturais, tais como Panx Ginseng, Ginkgo Biloba, Serenoa Repens e Pimenta-do-reino e Arginina, elementos que agem diretamente sobre o pênis, aumentando o fluxo sanguíneo e desenvolvendo a cavidade dos corpos cavernosos. Graças à pimenta-do-reino, a absorção de seus componentes é mais eficaz, acelerando os efeitos vasodilatadores, e podendo-se notar um aumento do tamanho do pênis para as 3 semanas de ingestão contínua dos comprimidos. Seus ingredientes naturais que não têm efeitos colaterais e não são prejudiciais para a saúde, ao contrário, atuam como complemento alimentar, fornecendo elementos benéficos e necessários para o organismo.


 


 

A disfunção erétil pode alertar de uma futura patologia cardíaca

A relação entre a doença cardiovascular e a saúde sexual, no entanto, não ocorre apenas após sofrer um episódio cardiovascular, mas que pode preceder a doença, e até mesmo torna-se um sintoma. É o caso da disfunção erétil, um importante marcador precoce de risco coronariano, já que pode avisar até três anos antes do aparecimento de uma patologia cardíaca.



A saúde sexual das pessoas que sofreram um evento cardiovascular é alterada. Assim o afirmam a maioria dos 120 pacientes que responderam a uma pesquisa na qual participaram 30 associações de pacientes coronários de toda a Espanha. A maioria destes pacientes atrasaram o momento de manter novamente relações sexuais após ter sofrido um episódio cardiovascular e o principal motivo foi o medo. De seus clientes, destaca-se que, para a maioria poder levar uma vida sexual satisfatória é importante.


Por isso, a Fundação Espanhola do Coração (FEC), da Fundação para a Pesquisa em Urologia e da Sociedade Espanhola de Médicos de Atendimento Primário (SEMERGEN), em parceria com a Lilly, puseram em marcha uma iniciativa informativa sob o lema ‘Por ti, por mim, pelo sexo com coração’, cujo objetivo é conscientizar a população sobre a vinculação existente entre a doença cardiovascular e a saúde sexual, especialmente, disfunção erétil.


Neste sentido, o presidente da FEC, o Dr. Leandro Praça, destaca-se que três especialidades distintas se envolveram nesta iniciativa, “contribuindo com seus pontos de vista sobre um problema que é mais do que pessoal ou familiar, já que possui um alcance de saúde transcendente”. E que o objetivo que lhes move é claro: “incidir na prevenção e ensinar à população o que é a disfunção erétil, especialmente em pessoas com doenças cardíacas”.


Sintoma sentinela


A disfunção erétil e a doença cardiovascular possuem praticamente os mesmos fatores de risco, como é o caso da hipertensão, a arterosclerosis, a obesidade, o tabaco, as drogas ou o álcool. Assim, dois de cada três homens com hipertensão arterial têm disfunção erétil, e mais da metade dos que têm disfunção erétil, tem colesterol elevado, lesões coronárias (40% tem oclusões coronárias relevantes) e teste de esforço alterado.


Neste sentido, de acordo com o coordenador nacional do grupo de sexologia da SEMERGEN, o
Dr. Froilán Sánchez “93% dos pacientes que têm alguma doença cardiovascular sofre entre dois e três anos antes disfunção erétil”, pelo que a disfunção erétil pode prever ou alertar sobre muitas das futuras doenças cardíacas. “Este dado”, acrescenta o
Dr. Sánchez, “revela até que ponto esta disfunção é um importante marcador precoce de risco coronariano e do desenvolvimento de uma futura patologia cardíaca”.


O Dr. Froilán Sánchez também destaca a importância do médico de Atenção Primária à detecção precoce, já que “é habitual que o primeiro contato do paciente se estabeleça com este colectivo médico e é fundamental que ele mostre uma atitude aberta e pergunte ao paciente. É esta atitude do médico que, muitas vezes, favorece o diagnóstico de uma disfunção erétil e a conseqüente detecção precoce de uma doença cardíaca”.


Neste sentido, cabe notar que apenas 16,5% dos pacientes que apresentam disfunção erétil consultam, por iniciativa própria, da doença com o médico, e é a atitude do mesmo, que é decisiva para detectar essa doença.


A partir dos 40 anos


A disfunção erétil, em seus diferentes níveis, chega a afetar a 40% dos homens com mais de 40 anos, e se agrava com a idade. A prevenção e a atuação sobre o estilo de vida, consumindo uma dieta saudável, baixa em gorduras, reduzindo o consumo de álcool, evitando o tabaco, perder peso e aumentar a atividade física, é a primeira ação que você deve ter em conta o paciente.


A prevenção desses fatores de risco ajuda a prevenção ou para a melhoria de ambas as patologias, tanto cardiovascular como a disfunção sexual. “Prevenir os fatores de risco cardiovasculares melhora o fluxo sanguíneo durante a ereção, o que para um paciente com disfunção erétil deve perguntar pela sua saúde cardíaca e seus fatores de risco cardiovascular”, explica o presidente da FIU, o Dr. Jesus Castiñeiras.


Quanto ao tratamento farmacológico, os inibidores da fosfodiesterase 5 são os únicos fármacos orais disponíveis hoje para o tratamento da disfunção erétil e são eficazes, seguros e, em geral, bem tolerada. A sua eficácia supera 80% em qualquer grupo de idade, em qualquer grau de severidade da disfunção eréctil e por qualquer etiologia.


“À medida que temos aprofundado nas pesquisas sobre disfunção eréctil, mais claramente vimos a relação entre os problemas de ereção e os cardiovasculares”, afirmou o Dr. José Antonio Sacristán, diretor médico de Lilly. “Unir a visão de cardiologistas, urologistas e médicos de Atenção Primária é um exemplo de como colaborar conjuntamente em benefício do paciente”.


Primeiros resultados


Em uma pesquisa prévia para a campanha e em que participaram cerca de 30 associações de pacientes cardíacos de toda a Espanha, os resultados mostram-se alguns dados de grande interesse sobre a saúde sexual deste coletivo. Desta forma, a grande maioria dos entrevistados acredita que é possível recuperar a vida sexual depois de ter tratado da disfunção erétil após um evento coronariano.


Apesar de que a pesquisa foi realizada entre os pacientes que tinham sofrido um episódio cororario, dois de cada três continuavam sem saber exatamente por que ocorre a disfunção erétil, o que vem a reforçar a necessidade de comunicar à sociedade a importância que tem a disfunção erétil como indicador de risco coronariano.


Para a maioria dos homens entrevistados, a vida sexual é importante e apesar de 42% afirma não ter nenhum problema em falar de disfunção erétil, o resto afirmam que prefeririam não ter que fazê-lo, por vergonha ou pudor (28%) ou por ignorância (17,5%). Segundo o Dr. Castiñeiras, “ainda vemos que há uma certa timidez na hora de falar de disfunção sexual na consulta do médico. Saber que é um preditor de risco coronário ajudará a que os pacientes tenham o seu problema na consulta, de forma que abordaremos dois problemas ao mesmo tempo, diminuindo o seu risco cardíaco e melhorar a sua saúde sexual. Esta campanha permite abordar um mesmo problema a partir de diferentes disciplinas, mas de forma complementar”.


Palestras informativas por toda a Espanha


A campanha, que se inicia hoje em Madrid com uma palestra informativa na Casa do Coração às 18:00 horas, percorrerá 17 cidades espanholas até o próximo mês de novembro. Concretamente, a campanha vai visitar as cidades de Tenerife, Las Palmas, Lisboa, Madri, Barcelona, Alicante, Santander, Bilbao, Madri, lisboa, Sevilha, Córdoba, Palma de Maiorca, Málaga, são paulo e Campinas.


Em cada uma das cidades organizará uma palestra informativa aberta ao público, que contará com um cardiologista, um urologista e um médico de Atenção Primária. Hoje, com motivo do lançamento da campanha, foi organizada na Casa do Coração, sede da FEC, uma palestra informativa, que integra o cardiologista José Maria Silva, urologista Ignacio Moncada e a Dra Rosa Maria Montanha, médico de Atenção Primária.


Durante a campanha, após cada palestra informativa, será realizado um questionário aos participantes, mediante o que se recolhem dados sobre o conhecimento, a prevalência e o impacto da disfunção eréctil em Portugal.

Mitos e verdades a respeito do tamanho do pênis e seu alongamento

O alongamento de pênis é um tema muito controverso, existem muitos mitos e realidades sobre isso. O que é certo é que ter o pênis grande é algo muito desejado por alguns homens que não se sentem insatisfeitos com seu membro. Os métodos para fazer com que o pênis crescer não têm por que ser golpes que a única coisa que eles querem é ganhar dinheiro, existem alguns métodos que funcionam para o alongamento do pénis.



Em seguida vamos desvendar alguns mitos e realidades sobre o tamanho e o alongamento de pênis, assim quesi quer saber como fazer crescer o pênis naturalmente e rápidono perca estas linhas.



  1. Os métodos de alongamento de pénis não funcionam.

Isso é falso. Alguns métodos para o alongamento do membro naturais e científicos têm demonstrado ser eficazes. As fórmulas milagrosas não existem, mas alguns métodos têm sido utilizados por médicos, em primeiro lugar, e depois passaram ao uso comum, como é o caso dos famosos cabos de extensão de pênis.


Os cabos de extensão de pénis foram usados inicialmente para tratar um problema comum em homens, o pau torto ou peyronie, que ocorre pelo acúmulo de gordura em uma parte do membro, e isso faz com que ele se curve e parecer de menor tamanho. Isso se corrigia através de uma operação e o pós-operatório é usavam o acessório para manter o pênis em posição reta. A pele do pênis é elástica por isso que submetida a pressão pode aumentar seu tamanho original. Depois de observar os resultados, estas técnicas passaram ao comércio privado.



  1. A altura influencia o tamanho do membro.

Os cientistas parecem estar de acordo em que a altura influencia o tamanho do membro masculino, isso se deve a que todas as partes do corpo crescem proporcionalmente de forma geral, em todas as pessoas, de modo que o pênis não poderia fazê-lo de outra forma.



  1. Tamanho em repouso e ereto está relacionado.

O tamanho do pênis varia de estar em repouso estar ereto, mas não há uma relação direta que assegure que um pau grande em repouso será maior em ereção que um mais pequeno também. Enquanto alguns pênis de tamanho pequeno em repouso podem atingir grandes dimensões, outros de grande tamanho em repouso, podem não alcançar muito maior tamanho na ereção. O tamanho na ereção do pênis depende da elasticidade e a irrigação sanguínea dos tecidos.



  1. O tamanho médio do pênis em África é maior.

Parece que isso é verdade, as pessoas de origem africana têm uma média maior em relação a centímetros. Alguns especialistas associam o maior tamanho para um estado semi-ereto permanente do pênis em algumas pessoas, enquanto que os homens de origem caucasiano não têm esse estado de forma habitual.



  1. As bombas de vácuo alongar o pênis.

Esta afirmação tem um lado certo. As bombas de vácuo são utilizados para tratar a disfunção eréctil. Com este método consegue-se que a circulação se concentre no pau e possa manter-se ereto de um determinado tempo, também pode ser que o tamanho do pénis é maior, enquanto o efeito da bomba de vácuo perdure, mas voltará ao seu tamanho habitual, pouco tempo depois.


Os especialistas recomendam não usar bombas de vácuo com frequência, já que podem causar lesões permanentes no tecido do pênis, infecções, feridas e aumentar a disfunção erétil.



  1. O peso influencia o tamanho do membro masculino.

Muitos homens dizem que seu membro aumentou após a perda de peso. Isso é só uma questão de proporções, ao perder peso, o pênis se nota mais e se torna mais visível, enquanto que com o aumento de peso acontece o contrário, o membro está oculta por uma maior proporção de gordura e parece mais pequeno.



  1. A cirurgia é a única forma de aumentar o tamanho do pênis.

A cirurgia é um método muito utilizado, o seu nome é faloplastia, faz com que o pénis aumenta de tamanho ou de espessura, ou das duas formas. A faloplastia consegue um aumento entre 1 e 3 cm, em geral. Embora seja um método eficaz e comprovado, costuma ser combinado com outras técnicas, como exercícios.



  1. Os exercícios aumentam de forma natural o tamanho do membro viril.

Os exercícios melhoram a circulação sanguínea e o sistema de irrigação dos tecidos do pénis, o que pode ter como consequência um maior tamanho ou espessura. Isto deve-se à dilatação dos vasos sanguíneos.


Como vimos ao longo do artigo, existem muitos mitos e realidades sobre o membro masculino e o seu tamanho. O importante, antes de tentar uma dessas técnicas é a busca de informação fiável e verdadeira, que elimine as dúvidas existentes sobre o assunto para não cair em falsas promessas.


 

Womax Funciona?【Antes de comprar Leia isso】

Um recente estudo publicado no periódico científico JAMA comprovou o que já se suspeitava, metade dos indivíduos acima do peso possui dificuldade para emagrecer o que quer dizer que, para algumas pessoas, emagrecer , realmente, pode ser mais difícil.


E não pense que quem se alimenta só de integrais está fora dessa estatística, na verdade, mesmo os alimentos integrais em grandes quantidades podem engordar. Vale saber, por exemplo, que as calorias provenientes das gorduras, mesmo as saudáveis, somam mais rapidamente.


Por isso, não adianta, a melhor forma mesmo de prevenir o ganho de peso é controlando as porções ingeridas, até mesmo de alimentos considerados saudáveis.


emagrecer-de-forma-saudavel-com-ginastica


Apostar em uma dieta rica em alimentos processados e com baixo consumo de frutas e vegetais também pode ser uma das razões para o aumento de peso, mesmo quando a pessoa come pouco ou pratica atividades físicas regularmente.


E muitos são os fatores que podem dificultar o emagrecimento, dos mais complexos aos mais simples, como insônia, comportamento sedentário, comer depois de praticar exercícios ou por estresse, tudo isso pode trabalhar contra a boa forma.


Enfim, como é possível perceber, emagrecer pode não ser tão simples como muitos supõem.


Mas, felizmente, com o avanço da ciência, hoje já podemos contar com ótimas opções que podem ajudar a dar uma mãozinha a quem pretende entrar em forma, e Womax é uma delas.


Então, como vimos, emagrecer não é assim tão simples, as vezes, mesmo passando horas e horas dentro de uma academia, apostando em dietas malucas e sem graça, não conseguimos o resultado esperado ou mesmo até nenhum resultado.


E Womax promete, justamente, a queima as gorduras de uma forma muito mais rápida que o normal, acelerando o metabolismo, controlando o apetite e queimando até mesmo as gorduras mais difíceis e que prejudicam o coração, fígado e a circulação sanguínea.


O que é Womax?


mais-saude-com-suplemento-emagrecedorWomax é um poderoso bloqueador mineral de gordura a base de fibras naturais, nutrientes e Picolinato de Cromo.


O produto possui uma fórmula inovadora e inteligente que ao entrar na corrente sanguínea absorve e envolve todas as moléculas de gordura encontradas, levando-as ao trato intestinal para total eliminação do organismo.


E não é só isso, Womax desintoxica o organismo, regula o trato Intestinal, traz saciedade, inibe a vontade de consumo de doces, aumenta e estabiliza a imunidade, remodela o corpo, combate a celulite, proporciona ganho de massa muscular e, consequentemente, causa o efeito da sonhada “barriga chapada”, enquanto outros dos seus componentes aceleram a perda do peso.


Womax é Natural e não é um termogênico a base de cafeína, portanto, não causa aceleração do batimento cardíaco.


Na verdade, resumindo, Womax é um suplemento que auxilia no emagrecimento, independente de se fazer algum tipo de atividade física ou não.


Portanto, se quiser conhecer o Womax e dar adeus ás gordurinhas, não perca mais tempo, garanta o seu produto enquanto ainda tem no estoque!


Benefícios de Womax


Womax oferece uma melhor qualidade de vida e bem-estar e em poucos dias já é possível perceber resultados, tais como:



  • Mais disposição para as tarefas diárias,

  • Menos inchaço;

  • Perda de peso;

  • Apetite sob controle;

  • Diminui as taxas de Colesterol ruim e Diabetes;

  • Pele menos flácida.

Womax Funciona?


Womax já é reconhecido por ser um produto que ajuda o corpo a se desintoxicar de todos os elementos que fazem mal a saúde, que trazem inchaço, sensação de cansaço, corpo pesado e sem disposição.


Para quem não sabe, esses elementos tóxicos fazem com que o corpo trabalhe de forma lenta, de forma incorreta e nada saudável. Com os ingredientes contidos na poderosa fórmula de Womax, em poucos dias, o organismo passa por um processo de correção e melhorias em seu funcionamento, principalmente, em relação ao metabolismo, que passa a trabalhar mais e melhor.


Então, a resposta é Womax funcina sim, estudos comprovaram que ele reduz a gordura corporal, remodelando o corpo e reestruturando a silhueta, além de uma série de benefícios para a saúde, como um todo.


E mais, um teste realizado com 20 pacientes mostrou que todos perderam peso em poucas semanas de tratamento, atingindo 100% do ideal desejado, o que é muita coisa.


Composição de Womax


A fórmula de Womax conta com ingredientes 100% naturais, e são eles que são os responsáveis pelo enorme sucesso do produto.


Womax elimina as impurezas do corpo, acelera o metabolismo e traz mais disposição e energia para as tarefas diárias, transformando as gorduras como fonte de energia para queima rápida e intensa delas.


Womax possui em sua fórmula os seguintes ingredientes: Farinha de linhaça dourada; Farinha de quinoa; Farinha de chia; Farinha de maracujá; Farinha de banana verde; Farinha de feijão branco; Farinha de berinjela; Farinha de maça; Extrato de soja micronizado; Açaí em pó; Guaraná em pó, Inulina; Aroma natural de chá verde; Picolinato de cromo; Gelatina; Umectante glicerina.


Womax pode causar efeitos colaterais?


Não. O consumo do produto Womax não causa nenhum tipo de efeito colateral, e qualquer pessoa pode tomar e aproveitar seus benefícios.


Mas, atenção, gestantes, crianças e pessoas enfermas que fazem uso contínuo de algum medicamento ou pessoas alérgicas aos componentes naturais da fórmula devem consultar um médico antes de iniciar o consumo de Womax.


Pessoas com pressão alta e/ou diabetes podem consumir o Womax?


Sim, não só podem como vão se beneficiar muito com o uso de Womax, já que o produto tem como um dos principais benefícios


Controlar e reduzir a pressão arterial, redução de Colesterol ruim e aumento do colesterol bom, além do controle da Diabetes.


Vídeo de como funciona


Como tomar


Womax deve ser ingerido diariamente, 3 cápsulas por dia, preferencialmente, antes das refeições.


Mas, atenção, o fabricante recomenda o uso por, no mínimo, 3 meses, para um resultado surpreendente e definitivo.


E mais, para um melhor resultado ainda, a dica é, também, ingerir bastante água e procurar praticar exercícios físicos para acelerar os efeitos esperados e, se possível, contar com o acompanhamento de um Nutricionista para que ele possa introduzir uma reeducação alimentar.


Garantia de Satisfação


Uma curiosidade, bem bacana, sobre Womax é que, justamente, pelo fato do fabricante ter total confiança no produto e seus resultados, ele oferece Garantia de Satisfação! E o que é isso? Simplesmente, ele devolve o seu dinheiro se o produto não atender as suas expectativas. Ou seja, você tem até 30 dias após a compra para testar o produto.


Se você cliente não ficar satisfeito, o fabricante devolve 100% do seu dinheiro!!!


Mas, claro, para isso, é preciso que tenha usado o produto conforme indicação do fabricante e comprado em seu site oficial.


Depoimentos


E aí, esperando o que para começar a entrar em forma já? Bem, se ainda não se convenceu da eficácia de Womax a dica é acessar o site oficial do produto para conferir alguns depoimentos de quem usou e comprovou seus resultados.


Confira alguns desses depoimentos aqui abaixo:


 


Preço do Womax


Nada de deixar para depois, acesse agora mesmo o site oficial de Womax e adquira o produto com preços promocionais. Mas é para correr porque é por tempo limitado!


No site você vai encontrar 3 opções de kits para que possa escolher aquele que melhor se encaixe com seu bolso ou sua vontade.


Quanto mais potes você comprar, mais descontos você terá! Mas corra que a promoção está acabando!


Onde e como comprar Womax?


Atenção: Womax só é vendido no site oficial da marca. Nenhum outro site tem autorização para comercializar o produto. Por isso, caso encontre o produto em outras lojas, no Mercado Livre, ou outros desse tipo, mesmo que o preço esteja tentador, não compre! Não caia numa cilada! Provavelmente será um produto falsificado e que pode causar graves problemas a sua saúde.


E mais, só o site oficial oferece garantia de satisfação, comprando em qualquer outro não poderá pedir reembolso.


Por isso, entre agora no link indicado abaixo e compre seu suplemento ORIGINAL em total segurança.

Inibium Caps ajuda mesmo contra celulite?

Olá amigas, querendo saber mais sobre Inibium Caps? Aqui eu resolvi falar um pouco sobre este super amigo das mulheres, veja como Inibium Caps, funciona, como age na pele e ainda tem uns depoimentos de mulheres que usam Inibium Caps e estão tendo resultados.

Então fique ligada e continue lendo essa super resenha sobre o suplemento Inibium Caps.

revital

Sem dúvida, uma das piores visões que uma mulher pode ter é sem dúvida, a celulite. Estes buracos acabam com a auto-estima e o orgulho de toda mulher e por passar pelo processo de removê-los é, sem dúvida, um processo chato e muitas vezes, até doloroso.

Mas existe um produto no mercado que é capaz de ajudar com este mal estético e ainda por cima, ajuda com outros problemas estéticos como a elasticidade de sua pele. Conheça Inibium Caps, o complemento que está dando o que falar devido à sua eficácia e como tem resultados rápidos.

Este é um produto totalmente natural, você vai se beneficiar com a eliminação completa de celulite sem esforço e sem sair de casa. Se você deseja saber mais sobre este produto revolucionário para continuar lendo e ver as maravilhas que Inibium Caps você pode fornecer.

 

Inibium Caps funciona

causas da celulite

Além de suas vantagens, este incrível produto pode ser adquirido de sua casa, porque Inibium Caps por vendido somente pelo seu site oficial, para que não haja problemas durante a compra desse produto.

Eu gostaria de lembrar que Inibium Caps não é vendida em farmácias ou casas especializadas em acessórios, para que não ocorra o problema de este produto ser plagiado. Inibium Caps Funciona Inibium Caps um suplemento rico em vitaminas, atuando na produção de colágeno, fazendo com que a pele que antes estava flácida e com a celulite, a mais bela e saudável. A cápsula também se beneficiam com a eliminação das gorduras localizadas, que é um dos principais motivos para a celulite.

Com sua fórmula antioxidante, ajuda na luta contra os radicais livres presentes no organismo, elimina as toxinas e ajuda a acabar com o aspecto de casca de laranja que sua pele tem.

A fórmula do  Inibium Caps foi desenvolvida por nutrientes, que ajudam a realizar a produção de colágeno, a proteína que é produzida pelo nosso organismo que compõe o tecido conjuntivo.

Este mesmo tecido que dá a força e a firmeza da nossa pele, deixando-a a ela mais jovem. Para um efeito mais eficaz deste produto, é aconselhável que tome as cápsulas de Inibium Caps duas vezes ao dia, 1 pela manhã e outra à noite, antes das refeições.

Inibium Caps é para pessoas que desejam ter o corpo dos sonhos, mas não sabem o que fazer para mudar isso. Não desejam passar por exercícios ou até mesmo remédios caseiros com gosto ruim para eliminar esse problema de estética.

É seguro? Tenho medo de tomar

Se trata de um produto totalmente orgânico, Inibium Caps não tem nenhuma contra-indicação ou até mesmo efeitos colaterais, assim que se você tem algum receio de tomar Inibium Caps, não se preocupe, você pode levá-lo tranquilamente.

Mas se você estiver em período de amamentação, mulher, velho ou criança menor de 16 anos deve consultar um médico ou especialista para obter mais informações. Não faça o uso imprudente de Inibium Caps sem a observação medica.

No entanto, se você sentir qualquer desconforto ou mudanças em seu corpo, como manchas avermelhas, pare de usar imediatamente, você pode ter alergia a algum ingrediente p Inibium Caps e continuar seu uso pode trazer muitos riscos para a sua saúde.

Vamos deixar claro, que qualquer especulação de Inibium Caps corta o efeito do anticoncepcional é mentira, seu formulation organic não interfere em nenhum aspecto o efeito do contraceptivo.

Quais são os reais Benefícios de Inibium Caps é um suplemento tem muitos benefícios e é o mais conhecido e admirado por todos é a eliminação da celulite, mas, agora, vejamos outros benefícios que você vai encontrar com o uso do produto

  • Elimina a aparência de casca de laranja da pele, com mais alegria e saúde para ela;
  • Por ser um produto orgânico, este complemento pode ser misturado com outros tipos de tratamentos;
  • Não tem nenhum tipo de efeitos secundários;
  • Inibe a gordura localizada de cintura, o abdômen e as pernas;
  • Elimina totalmente a celulite do seu corpo;
  • Acaba com a flacidez, deixando a sua pele mais firme;
  • Aumenta a produção de colágeno;
  • Evita a elasticidade do tecido conjuntivo;
  • Reduz a elasticidade da pele;

Tem uma fórmula totalmente orgânico anti-celulite

Além destes benefícios incríveis, Inibium Caps também é registrado e aprovado pela ANVISA (agência nacional de vigilância sanitária), então isso também é uma prova de que ele vai ajudar a sua saúde.

Depoimentos de pessoas que já utilizaram

Muitas pessoas que fizeram uso do Inibium Caps se impressionaram com a segurança e eficácia deste suplemento que acaba com a celulite, e não se arrependem de ter feito uso dele. Vejamos, a seguir, alguns depoimentos reais de pessoas que usaram.

Bruna K, de 42 anos, diz: “Perdi meu guarda roupa e o corpo com a gravidez. O problema é a celulite que surgiu com a retenção de líquidos.

Nem biquíni que ela usava mais com a vergonha dos “buracos” na pele. Com o Inibium Caps estou conseguindo recuperar a boa forma e minimizar a questão. Vou continuar com o tratamento para se livrar de uma vez desse mal”

adeus-celulite-antes-depois

Dora S, de 52 anos, diz: “Sempre cuidei da minha pele desde a juventude, mas com a chegada da terceira idade, é inevitável os sinais do tempo.

A textura da perna passou a ficar com aspecto de “casca de laranja”. Por mais que fizesse exercícios físicos, não pode mantê-la lisa e uniforme.

Inibium Caps resolveu a questão de dentro para fora. Estou realizada. “Faça com que essas duas mulheres, não perca mais tempo e ter o corpo que sempre quis.

Posso comprar no Mercado Livre?

Por ser um produto que está fazendo muito sucesso nas vendas, é natural que ocorram falsificações no mercado e um dos lugares que mais aparecem plágio é a plataforma do Mercado livre.

Para não arriscar sua saúde ou, até mesmo, ser enganado, não compre por essa plataforma, não coloque em perigo a sua vida dessa forma, fazer a compra de Inibium Caps por seu site oficial e garanta a segurança na compra deste suplemento dietético.

Lembrando que a venda deste produto por meios alternativos é proibida, compre somente pelo site oficial.

Tem reclamações no Reclamação Aqui?

Muitas pessoas, antes de fazer qualquer compra pela internet, vão para o site Reclame Aqui para ver se há alguma reclamação do produto, mas devo assegurar que não tem nenhum, o que é uma prova de sua eficácia na luta contra a celulite e proteger a sua saúde.

tratamento-estetico-para-celulite-e-gordura-localizada

Faça uma avaliação sem riscos, com a garantia de 30 dias Se você não confia em Inibium Caps não se preocupe, ele está oferecendo um excelente desafio ao comprar o produto. O desafio é o seguinte, se você faz uso do suplemento, mas não dar-se conta de resultados ou não ficar satisfeito com a demora de os efeitos do produto, você entra em contato com o fabricante e peça seu dinheiro de volta, sem taxas ou burocracia.

Se você quiser saber mais sobre este desafio, acesse o site oficial do produto e para saber mais sobre este incrível produto que está revolucionando o mercado de estética no Brasil.

Não perca mais tempo e ter o seu corpo de novo, melhor e renovado, sem esses pequenos furos que incomodam tanto as mulheres de hoje, a saia na rua com sua roupa confortável e tenha orgulho disso, vista para uma rua sem vergonha de mostrar seu corpo para o mundo.

Vá agora e peça o seu Inibium Caps, acaba com a celulite que tanto te aflige e que tenha sua auto-estima renovada e orgulhoso de seu corpo, não se sente mais oprimida, devido aos olhares das pessoas, seja linda e poderosa.

Disfunção Erétil: Sintomas, Tratamentos e Informações

O que é

A impotência sexual masculina ou disfunção erétil é a incapacidade persistente para obter ou manter uma ereção que permita uma relação sexual satisfatória.

Deve-se destacar de outros problemas sexuais, como a falta de desejo, as alterações da ejaculação (ejaculação precoce, ejaculação retardada e ausência de ejaculação) ou os distúrbios do orgasmo.

Impotência ou disfunção erétil é uma doença freqüente que se não tratada pode chegar a afetar as relações com o casal, a família, o ambiente de trabalho e social. Todos os homens podem chegar a ter problemas para ter uma ereção em sua vida, especialmente se estão cansados, têm estresse, uma doença grave ou estão sob os efeitos do álcool e das drogas.

Causas

Impotência ou disfunção erétil pode ser constituída por:

Causas psicológicas

Nestes casos, o paunão apresenta nenhuma alteração física, no entanto, doenças como a ansiedade (provocada por vezes o medo de não conseguir uma ereção ou fraudar a mulher), a depressão, os problemas com o casal e até mesmo o estresse podem afetar o ato sexual.

Também a preocupação excessiva com os problemas laborais, sociais ou familiares implicam que não se dedicar a atenção necessária ao ato sexual. A fadiga, a falta de apetite, falta de exercício, a insônia ou um fracasso de trabalho também desequilibram os reflexos sexuais.

Causas vasculares

Este tipo é muito comum. O pênis não pode acumular sangue necessária para que se dê uma ereção, geralmente é porque não chega em quantidade suficiente. Fumar, a hipertensão arterial, adiabetes, doenças cardíacas e aumento dos níveis de colesterol no sangue podem levar a distúrbios vasculares que dificultam a ereção.

Causas neurológicas

Nestes casos, ocorre uma interrupção na transferência de mensagens do cérebro ao pênis porque existe uma lesão nos nervos envolvidos. Isso ocorre com as lesões da medula espinhal, esclerose múltiplaou após algumas intervenções cirúrgicas na pelve.

Causas hormonais

São pouco frequentes. Geralmente se devem a uma falta de hormônios sexuais masculinos.

Causas farmacológicas

Existem vários medicamentos que têm como efeito secundário, diminuir a capacidade de ter uma ereção. Entre eles há alguns fármacos para o tratamento da hipertensão, as doenças cardíacas e os distúrbios psiquiátricos.

Sintomas

O principal sintoma da disfunção erétil é uma mudança na qualidade da ereção, tanto em termos de rigidez, como a capacidade de manter uma ereção.

Se a impotência é originado por causas físicas, um dos principais indicadores da incapacidade de ter ou manter uma ereção ao acordar pela manhã.

Em contrapartida, se origina por causas psicológicas, a impotência pode ocorrer durante um período de tempo específico (enquanto durar a situação de estresse, por exemplo). Se persistir por mais de três meses, o paciente deve procurar um urologista especializado em impotência.

Prevenção

A principal medida que os homens devem ter em conta para evitar o aparecimento da disfunção erétil é a modificação do estilo de vida para evitar qualquer hábito que repercutam negativamente as artérias e as veias, como o tabagismo, o consumo de álcool e de gorduras saturadas, a vida sedentária e o estresse.

Tipos

Na atualidade, alguns especialistas estabelece a seguinte classificação para distinguir os diferentes tipos de impotência:

Diagnóstico

Para a elaboração de um diagnóstico correto é necessário que o paciente se submeta a exames médicos que permitam um bom históricoclínico.

Uma entrevista com o interessado pode revelar fatores psicológicos envolvidos no transtorno da ereção. É fundamental eliminar a depressão, que nem sempre é aparente. A escala de depressão de Beck e a escala de depressão de idosos de Yesavage em que os idosos são simples e fáceis de realizar.

Também se devem analisar as relações pessoais para determinar se existem conflitos ou dificuldades de comunicação com o casal. Uma entrevista com o parceiro sexual do afetado pode revelar dados de suma importância.

Por outro lado, atualmente, existem vários testes que ajudam a esteblecer o diagnóstico de disfunção eréctil. Os especialistas costumam usar principalmente dois: o IIEF (Índice Internacional da Função Erétil) ou SHIM (Índice de saúde sexual para o homem), variante reduzida do IIEF que é composto de 5 perguntas e apresenta elevadas sensibilidade e especificidade. Uma pontuação menor ou igual a 21, demonstra sinais de disfunção erétil.

Na avaliação médica geral deve incluir uma história sobre a ingestão de medicamentos, álcool, tabagismo, diabetes, hipertensão e aterosclerose, uma exploração dos órgãos genitais externos para descartar presença de bandas fibrosas e avaliação dos sinais de doenças vasculares, hormonais ou neurológicas.

Os especialistas recomendam medir os níveis de testosterona, especialmente se a impotência está associado a falta de desejo.

Entre os testes de laboratório deve incluir a avaliação da função da tiróide. Também pode ser útil determinar a hormona luteínica, já que é difícil diagnosticar um hipogonadismo em função dos valores de testosterona exclusivamente.

No caso de pacientes jovens com problemas específicos, pode ser necessário realizar testes mais complexas, além do exame físico, como uma medição-monitorização do pênis durante a noite, a injeção de medicamentos no pênis, ou uma ecoDoppler.

Determinar os índices vasculares é especialmente benéfico para realizar um diagnóstico correto, como o índice de pressão peneana-pressão braquial que indica risco de outras alterações vasculares mais graves, mesmo em pacientes assintomáticos.

Quando a causa não é clara, pode ser eficaz para realizar uma prova de tumescencia noturna do pênis (TNP), embora não costuma funcionar em pacientes idosos. Os episódios de TNP normalmente associadas com as fases de sono REM. Você pode controlar as ereções do paciente em um laboratório do sono especial; a ausência das mesmas é altamente sugestiva de causa orgânica, embora sua presença não indica necessariamente que, durante o dia, têm ereções válidas.

A disfunção erétil afeta cerca de 20 por cento dos homens com mais de 20 anos.

Tratamentos

Muitos médicos sugerem que a escolha dos tratamentos para a impotência ou disfunção eréctil que têm de ser seguidas devem ir de menos a mais invasivo. Começando por levar um estilo de vida saudável, continuando com a ajuda psicológica e tratamento farmacológico e/ou dispositivos de vácuo, por último, cirurgia.

A ajuda psicológica é recomendável em homens com menos de 40 anos, já que nestes casos a causa da doença costuma ser psicológica. Mesmo em casos de impotência/disfunção erétil devido a problemas físicos, muitos homens precisam de ajuda psicológica para superar problemas de auto-estima decorrentes da doença.

De acordo com as diretrizes da Sociedade Americana de Urologia e da Sociedade Europeia de Urologia, os inibidores da fosfodiesterase tipo 5, que são a terapia em uma primeira linha e os agentes a seguir a ter em conta para um correcto tratamento farmacológico. Antes de tomar qualquer um destes tratamentos é importa consultar com o especialista:

  • O tadalafil: Comercializado como Viagra funciona aumentando o fluxo sanguíneo para o pénis sempre na presença de estimulação sexual. Há que tomar este medicamento 30 minutos antes de manter uma relação sexual e a sua eficácia pode chegar a 24 horas após a administração. A ingestão de alimentos não afeta a absorção do fármaco. Os efeitos secundários são em geral leves ou moderados: dor de cabeça, rinite, rubor facial ou dores musculares.
  • O vardenafil: Comercializado como Levitra age aumentando o fluxo sanguíneo para o pénis sempre na presença de estimulação sexual. Sua administração deve ser realizada entre 25 e 60 minutos antes de começar a relação sexual e o seu efeito dura até 5 horas. Os efeitos colaterais desta medicação são ligeiros, e vão desde a dor de cabeça e náuseas até tonturas ou rinite. Há que ter em conta que a concentração do fármaco no sangue se atrasa se ingerido uma refeição com alto teor de gordura. No entanto, esse atraso não ocorre com a forma orodispersível. A forma de vardenafil orodispersível permite a tomada, sem água e as refeições gorduras não interagem.
  • O sildenafila: Conhecido como Viagra funciona aumentando o fluxo sanguíneo para o pénis sempre na presença de estimulação sexual. Deve ser tomado uma hora antes de começar a atividade sexual e o seu efeito dura até 5 horas. Pode causar efeitos colaterais como dor de cabeça, ondas de calor, distúrbios gastrointestinais e / ou visuais. Não podem tomá-la homens que sofrem de retinite pigmentosa ou que estejam a tomar nitratos (ao igual que o resto de tratamentos). Ao igual que o vardenafil, seu efeito pode ver-se afetado se consomem alimentos ricos em gordura.
  • O avanafilo: Cujo nome comercial esSpedra, atua aumentando o fluxo sanguíneo para o pénis sempre na presença de estimulação sexual. Deve ser tomado 30 minutos antes de começar a relação sexual e seu efeito pode durar até 6 horas. Tal como os dois anteriores drogas, sua eficiência também pode ver-se afetada pela ingestão de comidas ricas em gorduras. Em relação aos efeitos colaterais, são semelhantes ao resto de inibidores da fosfodiesterase-5 (IPDE-5).

Outros dados

Incidência

A impotência ou disfunção eréctil aparece com mais freqüência em homens de mais de 40 anos. Entre os 40 e os 70 anos, verificou-se que 30 de cada 100 homens sofrem algum tipo de impotência, que pode ser mais ou menos grave. Em sua aparição, e eles têm uma série de fatores:

  • Ser fumante.
  • Ser diabético.
  • Ter a tensão alta ou doenças cardíacas.
  • Ter elevados os níveis de colesterol.
  • Sofrer de depressão.
  • Consumir certos medicamentos para combater a depressão e a tensão alta.

O papel do homem

Em vez de cair no desânimo, a pessoa que se diagnostique a impotência ou disfunção erétil deve tomar medidas de carácter pessoal para contribuir para superar com sucesso desta condição:

  • Prepare-se psicologicamente e mentalizarse de que a partir daquele momento, deixará de ser impotente.
  • Dialogar com o seu parceiro sobre os problemas emocionais.
  • Manter-se em boas condições físicas e peso normal.
  • Certificar-se de que a impotência não é uma consequência de uma doença: diabetes, esclerose múltipla ou arteroesclerosis.
  • Não beber álcool ou consumir tabaco, comprimidos para dormir, calmantes, tranquilizantes, etc.
  • Tentar o coito, mesmo que o pênis não está ereto (o coito é o estimulante sexual mais poderoso).
  • Fazer um teste com algum dispositivo mecânico estimulante.
  • Sempre Consultar os especialistas.

O papel da mulher

A mulher cujo parceiro sofre de uma disfunção erétil também deve colaborar no processo de superação. Entre outras coisas, é aconselhável agir do seguinte modo:

  • Fazer massagens e contatos suaves sobre os órgãos genitais de seu companheiro, que ajudem o homem a obter uma estimulação suficiente.
  • Qualificar positivamente o comportamento sexual do homem, se consegue a penetração, mesmo que seja breve, para aumentar sua auto-estima.
  • O jogo pré apaixonado provoca quase sempre uma resposta erétil do pênis do homem.

Menção especial merece também o transtorno de impotência ou disfunção erétil na terceira idade, já que existem muitos mal-entendidos. Como resultado do processo de envelhecimento, costuma ter um período refratário mais (tempo necessário para uma nova ereção depois de um orgasmo). A idade também parece afetar o tempo necessário para excitar-se, para a ereção e a ejaculação. Tudo isso é considerado completamente normal.

Para perder gordura e ganhar músculo, come isso

1. Toma proteína


As dietas com proteína suficiente -em peixes, frutos do mar, ovos, frango ou peru sem pele, legumes, iogurte…- mantêm-cheia por mais tempo, aumentam a massa muscular e o metabolismo e ajudam a eliminar essa odiosa gordura que se pega na cintura e barriga.


2. Coloque um pouco de vinagre em sua vida


Uma boa ideia é diluir 1 ou 2 colheres de sopa de vinagre de maçã em 1 l. de água e beber durante as refeições. Outra é tempere os pratos com algumas gotas de vinagre. Vários estudos indicam que um pouco de vinagre diluído ou com a comida (nunca sozinho!) ajuda a perder peso e cintura e a controlar os níveis de açúcar.


3. Toma gorduras, mas das boas


As dietas tipo mediterrâneo, ricas em gorduras saudáveis (como as do CARNAVAL. ou o abacate, as nozes ou o peixe azul), demonstraram ser mais eficazes para controlar o peso e reduzir a obesidade visceral que as baixas em gorduras.


4. Não se beber as calorias


Sumos industriais e de bebidas açucaradas em geral têm montes de calorias “vazias”e aumentam o risco de obesidade. O mesmo acontece com o álcool, que além desinhibe e pode incentivá-lo a comer em excesso. Qual é a alternativa? Água pura ou com limão (com gás ou sem gás), chá verde (que se favorece a combustão de gorduras), chás e caldos limpos…


5. Encha-se com fibra


Há dois tipos de fibras: as insolúveis e solúveis. A insolúvel acelera a passagem dos alimentos pelo trato digestivo e adiciona volume às fezes. A solúvel absorve a água e se transforma em gel, retardando a absorção de nutrientes, o que se mantém cheia por mais tempo e ajuda a controlar o peso. Frutas e vegetais, legumes, nozes, grãos integrais e sementes são ricos em fibras.


6. Consuma probióticos


Os probióticos –bactérias benéficas presentes em suplementos ou alimentos fermentados, como o iogurte, kefir, tempeh, natto, kombucha, kimchi ou chucrute –demonstraram que ajudam a prevenir a obesidade abdominal e o excesso de peso. As cepas do gênero Lactobacillus são especialmente eficazes nesse sentido.


7. Evite produtos ricos em farinha branca e açúcares adicionados


Está archidemostrado: quanto mais produtos elaborados com farinhas brancas e/ou açúcares adicionados devemos consumir, maior risco de excesso de peso e obesidade abdominal teremos. Carentes do farelo (rico em fibras) do cereal do que vêm, o organismo “lê” as farinhas brancas, como se fossem os açúcares, o que dispara o risco de obesidade.


8. Tomate um cafelito


A cafeína do café estimula o sistema nervoso central, aumenta o metabolismo e ajuda a queimar gorduras. Um estudo de 12 anos, com mais de 2.600 pessoas relacionam o seu consumo com maiores probabilidades de sucesso em dietas de perda de peso.


9. Certifique-se quantidade suficiente de ferro


O mesmo que a falta de iodo, a carência de ferro pode afetar a tireoide, glândula que produz hormônios envolvidos no metabolismo. Um estudo comprovou como mulheres tratadas por défice de ferro diminuíram o seu peso corporal, a medida de sua cintura e IMC. São ricas em ferro as carnes, os legumes de folha verde, leguminosas, frutos do mar, nozes, fígado…


Além disso…


Dieta ancestral contra o fast food: a mais antiga ganha de longo
Qual é o melhor café da manhã?
O que é a mãe do vinagre?

Como Engordar e Ganhar Massa Muscular de forma Saudável

Como engordar com saúde

Pode parecer uma brincadeira para aqueles que lutam para perder peso, mas para algumas pessoas é mais difícil fazer o upload de massa. Geralmente, aqueles que são muito finos, têm um metabolismo muito acelerado e tudo o que comem acaba sendo queimado mais rapidamente. Portanto, engordar pode ser considerado uma tarefa bastante difícil.


Índice do artigo


As causas da excessiva magreza


O fator genético é muito importante. Há pessoas que vêm de famílias com compleição pequena, ossos mais finos e predisposição para acumular pouca gordura, mas cuidado: nem sempre se trata de genes, pelo que é necessário investigar.


Antes de tentar ganhar peso “à força”, se deve descartar que a magreza excessiva está ligada a alguma doença ou condição médica. Doenças da tiróide, diabetes e transtornos alimentares são alguns dos problemas que apenas o seu médico pode diagnosticar e devem sempre ser tratada como uma prioridade. Afinal, nestes casos, engordar seria somente atacar uma conseqüência e não a causa do problema.


Algumas das razões comuns pelas quais as pessoas podem ser mais pequenas e finas

O peso de dois quilos

  • Hábitos alimentares inadequados

  • Intervalos de tempo muito prolongados entre as refeições

  • Má seleção de alimentos

  • Déficit de energia (quantidade de atividade física elevada em comparação com a ingestão de alimentos)

Outras razões:



  • Má absorção de nutrientes, devido a uma doença prolongada

  • Doenças como a tuberculose

  • Câncer

  • Desequilíbrios hormonais (hipertireoidismo)

  • Os transtornos alimentares (como anorexia ou bulimia)

Você realmente quer engordar?

Querer ganhar massa muscular

Embora seja o sonho de ter o quadril mais largo e coxas grossas, a verdade é que as meninas magrinhas devem pensar duas vezes antes de recorrer a uma dieta alta em calorias. Primeiro, por razões de saúde, o excesso de gordura não é benéfico para ninguém. Não há nenhum problema associado com a magreza em si (se outras condições médicas não estão presentes, como mencionado antes).


Se a pessoa é magra e saudável, não tem muito sentido se aumentar de peso, já que engordar pode causar problemas de saúde. Você deve tomar a decisão com o seu médico para ver se vale a pena. Por exemplo, em casos de antecedentes familiares com diabetes, dislipidemia ou doença cardiovascular, não se recomenda um aumento de peso.


Como engordar de forma saudável?

Ganhar massa muscular com personal trainer

Em primeiro lugar, é necessário procurar um especialista para te ajudar a ganhar peso de forma saudável. O profissional irádizer-lhe uma dieta com a qual provavelmente você deve comer mais vezes ao dia alimentos ricos em calorias. É importante que você lembre-se que se trata de consumir gorduras saudáveis, não frituras, doces e outras coisas que “simplesmente engordam”, mas não nutrem corretamente o corpo.


Para aqueles que querem ganhar peso sem aumentar o ventre, o segredo é aumentar a massa muscular. Para isso você deve praticar exercícios como um treinamento com pesos (anaeróbico) e seguir uma dieta rica em vegetais, frutas e proteínas como a carne e os produtos lácteos, evitando sempre os produtos processados e refinados.


Alimentos que podem ajudar



  • Bebidas: batidos de proteínas, sucos ou leite magro.

  • Pães: pão de farelo de aveia ou centeio integral são mais nutritivos do que os brancos. Cortar fatias grossas e aplicar generosamente com queijo para barrar, manteiga, geleia, mel ou patê.

  • Legumes: são ricas em amido, como batatas, ervilhas, feijões, cenouras, abóbora e beterraba.

  • Frutas: Frutas densas (bananas, peras, maçãs, abacaxi ou frutas desidratadas).

  • Sopas: Opte por cremes ou purés saudáveis em vez de sopas à base de caldo de carne. Se você tem problemas de inflamação ou pressão arterial alta, é possível que você prefira evitar sopas compradas na loja, porque contêm excesso de sódio.

  • Óleos: Quando estiver cozinhando, acrescenta-se uma quantidade generosa de óleo da comida. Os mais saudáveis são sem refinar, como o de oliva, coco, palma ou manteiga. Menos saudáveis, mas ainda aceitável, são aqueles que são ricos em ácidos gordos ómega-6, tais como o óleo de girassol e amendoim.

A adição de mais proteínas


A falta de proteínas na dieta pode levar a perda de massa muscular , apesar de que se esteja consumindo calorias em excesso. Estes são alguns alimentos ricos em proteínas, que devem ser considerados: clara de ovo, manteiga, nozes, carne, frango, atum, queijo, iogurte e a suplementação de shakes de proteínas.


Treinamento com pesos

Comida saudável dieta para ganhar massa muscular

O treino com pesos não só irá aumentar a sua massa corporal, mas também estimular o seu apetite. Tenha em conta estes pontos antes de começar:



  • Ao ganhar músculos para acelerar o seu metabolismo por isso que você terá que consumir ainda mais calorias para manter ou aumentar o peso.

  • Durante o primeiro mês de treinamento com pesos pode experimentar aumentos consideráveis de massa corporal se cumprir a rotina. No entanto, isso se estabiliza após o período inicial.

  • Levanta mais peso para aumentar ao máximo o músculo. Para aumentar a massa muscular, deve centrar-se mais na dificuldade que o número de repetições.

Dicas em um treinamento com pesos

Homem fazendo Agachamento para ganhar massa muscular

  • Beber muita água. A hidratação é muito importante para o seu corpo, especialmente quando se está experimentando mudanças.

  • Não trabalhar o mesmo grupo muscular em dias consecutivos. Seus músculos crescem quando descansam, por isso é essencial para deixá-los repousar.

  • Sempre faça todo o possível para comer de forma saudável. Mesmo para aqueles que querem aumentar de peso, é importante ter cuidado com o que come.

  • Ter um conhecimento básico da quantidade de calorias que consome por dia e saber aproximadamente quanto se queimam os exercícios.

  • Coma mais alimentos com proteínas para ajudar a reconstruir os músculos.

Cuidado com os falsos magros!


Muitas pessoas, mesmo com boas intenções, se dirá que come bolos e outras sobremesas ricas em açúcar com o fim de ajudar a aumentar de peso. Embora normalmente esta estratégia funciona perfeitamente para alguns, para outros só pode conduzir ao desenvolvimento de gordura visceral – a criação dos famosos “falsos magros”.

google_ad_client = ‘ca-pub-5512390705137507’;google_ad_slot = ‘8449422364/9303583692’;google_ad_width = 336;google_ad_height = 280;

Treino de musculação com polias para ganhar massa muscular


Trata-Se essencialmente de uma pessoa com aparência fina, mas que acumulou gordura nos lugares errados, como ao redor dos órgãos vitais (“gordura interna”). Além disso, os alimentos com excesso de açúcar esgotam em seu corpo qualquer outro nutriente que pode estar recebendo outros alimentos.

5 alimentos que não podem faltar

Primeiro de tudo, como aumentar a massa muscular é uma das obsessões de muitos atletas. Uns por estética, outros por saúde e outros para proteger suas articulações, o certo é que uma boa alimentação faz diretamente no alcance deste objetivo.


O ingresso de um indivíduo ao exercício pode ser causado por muitos fatores. A saúde é uma das razões mais comuns por que muitas pessoas se inmiscuyen na atividade esportiva.


Outra variável é o físico. Perder peso, reduzir medidasou adquirir massa muscular costumam ser boas desculpas para mergulhar na dinâmica de um rigoroso treinamento.


A busca incansável da boa saúde, uma vez que se obtém um corpo de “Deus do Olimpo”, está ligada diretamente à obtenção de musculatura.

Veja mais

Massa muscular, o correr pode ajudar a melhorar isso?


Top 10: os melhores superalimentos para corredores


Como se alimentar quando está lesionado e melhorar a recuperação


PUBLICIDADE


Se você quer ganhar massa muscular, o treinamento é um fator indispensável, mas também o é a alimentação. Existem diversas refeições que nos beneficiam muito mais do que outras. E quando se trata de ganhar musculatura, temos cinco indispensáveis.


Eliana Quevedo, nutricionista do clube de futebol profissional Alianza Lima (Peru), que já trabalhou com atletas olímpicos como Inês Montenegro, Paola Schmidt ou Julissa Diez Canseco, indica-nos cinco alimentos que nos ajudam a ganhar massa muscular.


“Tenhamos em mente que tudo parte de uma alimentação organizada e equilibrada. Nem todas as pessoas têm o mesmo desgaste energético, assim como nem todos possuem a mesma assimilação de carboidratos ou gorduras saudáveis”, comenta a nutricionista.


Em conclusão: “O que é importante para o desenvolvimento do músculo é que o nosso corpo ingira mais calorias do que gasta. Comer cinco ou seis vezes ao dia e tomar bastante água”.


Como aumentar a massa muscular


5 alimentos para ajudá-lo


1. Aveia


alt


É recomendável consumir aveia pela manhã; desta forma nos sustentará durante o dia. Ideal também antes e depois de treinar. Lembre-se repartirla durante vários momentos do dia.


Acima de tudo, a aveia é rica em:



  • Proteínas;

  • Minerais;

  • Vitaminas;

  • Hidratos de carbono;

2. Betabel


alt


Consumir duas betabeles média uma hora antes da atividade esportiva melhora o desempenho e reduz a percepção de esforço.


Ao mesmo tempo em que incita o corpo a trabalhar mais do que deveria, esse fator vai fazer você ter um maior crescimento de massa muscular.


3. Espinafre


alt


Em 2010, cientistas da Universidade de Rutgers, Estados Unidos, comprovaram que os desenhos tinham esboço: espinafre possuem esteróides naturais nas folhas. Em consequência, a sua ingestão é mais do que um plus.


E algo mais, ao ser consumidas aumentam a velocidade de crescimento do músculo em 20%.


4. Ovos


alt


A ponta é a parte que te dará mais músculo. Deve estar cozida e pode ser ingerido duas vezes ao dia. É ideal consumi-la depois do exercício. Só tem cerca de 80 calorias por porção, mas se beneficiará por seu alto nível de proteínas.


Além disso, contém uma satisfatória fonte:



  • Luteína;

  • Zeaxantina;

  • Ácidos graxos ômega 3;

5. Lentilhas


alt


Finalmente, as lentilhas: cheias de fibras, proteínas e carboidratos. Não contêm gorduras saturadas e têm menos de um grama de gordura total. Uma xícara de lentilhas cozidas contém 18 gramas de proteína.


Além disso, ajuda a reduzir os níveis de colesterol e manter estável o açúcar no sangue.


Olho: queima gordura sem perder músculo


Para muitos dos que iniciam um novo estilo de vida, querendo, entre outras coisas, para perder peso, é muito importante saber queimar mais gordura do que músculo.


Dieta e exercício andam de mãos dadas, e dependendo do que come, poderá evitar ao máximo a perda de massa muscular, um dos medos mais comuns entre os que desejam perder os quilos extras.


Além dos cinco ingredientes mencionados nesta nota (devem servir como um guia), que ajudam a fortalecer o crescimento de massa muscular, é também indispensável fazer algum trabalho de musculação.


De acordo com um estudo da universidade McMaster em Ontário, Canadá, publicado pelo The American Journal of Clinical Nutrition, o consumo de proteínas é essencial neste processo.


Na pesquisa, realizada em uma população de 40 jovens com excesso de peso, estes foram submetidos a exercícios variados e intensos seis dias por semana, durante quatro semanas.


No que diz respeito à comida, dividiu-se o grupo em dois: 20 e 20. A dieta se estruturou da seguinte forma:


Primeiro grupo



  • 15% de proteínas;

  • 35% de gorduras;

  • 50% de carboidratos;

Segundo grupo



  • 15% de gorduras;

  • 35% de proteínas;

  • 50% de carboidratos;

Em média, todos experimentaram perda de peso, mas o segundo grupo conseguiu desenvolver até um quilo de massa muscular, além de 4/5 quilos perdidos só de gordura.

5 alimentos para ganhar massa muscular se você é vegetariano

Seguir uma dieta vegetariana e manter uma boa massa muscular é totalmente compatível se você fizer um treino adequado e combinar alimentos que, mesmo sendo de origem vegetal, fornecem a proteína necessária para que os músculos possam se desenvolver.

Como qualquer outro atleta, um vegan ou vegetariano precisa de seguir uma dieta equilibrada que lhe fornece todos os nutrientes para manter uma ótima saúde. Além disso, se este for o seu caso e você quer ganhar massa muscular, você deve vigiar especialmente tanto a ingestão correta de proteínas, como a de certos minerais e vitaminas essenciais.

A proteína, após um esforço físico, é fundamental para reparar as fibras musculares que têm sido sujeitas a um período de contração – dilatação durante um treino mais ou menos prolongado. As proteínas que melhor cumprem esta função reparadora são as de origem animal, especialmente as que trazem as carnes, porque o seu valor biológico é alto por conter todos os aminoácidos essenciais.

Sem dar um único pedaço de carne, você pode ganhar massa muscular baseando sua dieta os seguintes alimentos:

1. Soja e derivados

A proteína de soja é uma das poucas de origem vegetal, que é considerada de alta qualidade, ou seja, é uma proteína completa, com um valor nutricional semelhante ao das carnes. De fato, alguns de seus derivados como o tofu ou o tempeh são considerados “carne vegetal”.

Atiwan Janprom || Shutterstock

2. Seitan

Procede do glúten do trigo e é perfeito para cuidar dos ossos, pelo seu conteúdo em cálcio, e para a reconstrução dos músculos após um período de esforço, fornecendo proteína suficiente para evitar a perda de massa muscular.

O seitan, o perfeito substituto da carne

Sharaf Maksumov || Shutterstock

3. Quinoa

Considerado um superalimento, este cereal tem várias propriedades benéficas a nível nutricional. Sua proteína é de excelente qualidade, já que conta com aminoácidos essenciais, como a lisina e a metionina, que não têm outros cereais e legumes. Além disso, os hidratos de carbono que fornece são complexos de lenta absorção, algo fundamental na hora de praticar uma atividade física que exija esforço por um período de tempo prolongado. A proteína, a quinoa ajuda no crescimento dos músculos e os carboidratos ajudam a manter cheios os depósitos de glicogênio enquanto faz esporte, conservando, assim, o temido catabolismo, ou seja, a destruição de massa muscular.

Cozinhar a quinoa com estes 5 passos simples.

4. Legumes + cereais

É uma das combinações de alimentos que não pode faltar na dieta de um atleta vegano ou vegetariano, porque as proteínas de ambos reúnem todos os aminoácidos essenciais necessários para conseguir “alimentar” corretamente os músculos. Lentilhas ou feijão com arroz, macarrão com ervilha, tosta de húmus… são algumas idéias para incorporar em seu menu.

Lukas Gojda || Shutterstock

5. Ovos e produtos lácteos

Não apto para veganos, mas sim incluídos em algumas dietas vegetarianas (ovolactovegetariana), esses dois alimentos são aliados de fisiculturistas e de todos aqueles que querem cuidar de seus músculos. O ovo é um alimento completo, cuja proteína, concentrada principalmente na clara, é o reconstituinte perfeito para uns músculos de “ferro”. O leite e seus derivados, nomeadamente o soro de leite, é igualmente um importante nutriente com proteínas de alto valor biológico.

rukxstockphoto || Shutterstock

Estes são alguns dos alimentos indispensáveis em uma dieta vegetariana com que, além disso, se quiser ganhar musculatura. Nas mais rigorosas, como a vegana, pode ser necessário o uso de suplementos alimentares como ajuda extra, para o desenvolvimento muscular. Os cereais enriquecidos, que incluam minerais essenciais como zinco, bom para que funcionem as conexões nervosas e a contração muscular magra, e as vitaminas como a B12, são complementos essenciais em uma dieta equilibrada para que possa gabar-se de músculos.